30.4.16

É sério, eu odeio ter que por título nas coisas

     É uma pena que a Fuvest desconte pontos na redação se o candidato não colocar título. Eles têm que dificultar a sua vida como podem, mesmo que a proposta seja mobilidade urbana e seu título seja mobilidade urbana.
     De qualquer forma, faz tempo que eu não posto aqui. Eu sou ruim em me lembrar das coisas também, tanto que eu tinha um post em mente, mas esqueci qual era. Enfim, vamos aos desenho.

Um dragão numa cidade
Eu queria fazer um dragão manchadinho e ele ficou parecendo uma vaquinha, mas eu gostei.
Fundo baseado na Marginal Pinheiros (paulistas entenderão).

Um dragão numa floresta
É um dragão meio cavalo com um padrão meio Guilmon. Eu tinha inventado essa coisa quando eu tinha uns 15 anos.

     E é isso. Fiz esse post ao som de maritacas gritando e jogando coquinho no carro da minha mãe. Teve um dia que jogaram coquinhos nela e ela ficou mó bolada, mas aí meu pai contou que elas estavam dando comida por que aceitavam minha mãe no bando delas e ela ficou de bom humor de novo.

27.3.16

Quem precisa de títulos

     É muito Onigiri na minha vida. Tanto que eu to atrasando meu mangá toda semana agora.
     .......
     Eu nunca comentei aqui que eu faço um mangá?????¿¿¿¿¿¿¿????¿?
     Mas eu faço. Com uma amiga minha que mora na Alemanha. Nós nos revezamos, ela desenha 6 páginas e eu desenho 6 páginas e por aí vai. (Os desenhos dela não são lá aquela maravilha linda de se ver, mas ela foi melhorando desde o começo do mangá, por favor sejam pacientes com ela) O mangá está todo em inglês (pq né) e está no DeviantArt. Podem começar a ler aqui.
     Enfim, desenhos. Vou postar dois que são mais ou menos antigos e são dos meus OCs.

Rowan Nylund (eu me pergunto se alguém lembra dos nomes dos meus OCs. Eu não lembraria se não fossem meus)
Esse eu fiz uns dois ou três anos atrás na casa da minha amiga. A tal Bianks que nunca mais postou no blog de desenhos dela (A Arte de Ser Idiota).

Gin (mina) e Appu (lobo)
Eu sei, as pernas do lobo estão comprida demais. Feito com nanquim há uma caralhada de tempo atrás. Essa OC não é minha, é da minha amiga. Se fosse minha já tinha sobrenome.

     É isso. Agora tenho que desenhar o mangá antes que a mina alemã pense que eu abandonei ela.

20.3.16

Dragões

     Eu já devo ter umas quinze postagens com variações da palavra "dragão" no título.

Dragão num pântano
Esse aí eu fiz faz tempo já, mas como eu já disse antes, eu faço muito desenho para pouca postagem.

Dragão numa planície de gelo
Ele acabou de acordar e caiu neve na cabeça dele. Veja como ele está feliz.

     É só isso. Eu fui ver Deadpool ontem. Mano do céu.

13.3.16

Tava jogando mmo

     E foi por isso que eu fiquei uns milênios sem postar nada. Como não haverá oportunidade melhor, vou postar agora duas fanarts do jogo. É um RPG japonês chamado Onigiri. O estilo de jogo me lembrou bastante Xenoblade, e todo mundo sabe que eu respiro Xenoblade então eu obviamente gostei de Onigiri também. Basicamente você é um Oni (um demônio) que vai sair por aí com seus miguxos assassinando uns bicho muito loko (conhecidos como Kamukui) que fica tretando por aí por que o selo que prendia eles deu tela azul do Windows e eles saíram. É pura mitologia japonesa.
     Os desenhos que eu vou postar são dois dos personagens que te acompanham durante o jogo. Na verdade são meus dois favoritos.

Miroku
Eu tive a brilhante ideia de achar que eu lembrava das cores de cabeça e ficou tudo zuado (olha). Como você pode ver, eu deixei tudo verde demais e escuro demais.

Momotarou
Momotarou é o cara que quer te matar, mas como ele não tem nada melhor para fazer da vida ele vai te ajudar por enquanto. A luta contra ele é impossível. Tive que pedir ajuda ao meu amigo lvl.118 para passar.

     E é isso aí. Esses dois desenhos eu fiz no cursinho mesmo. Eu achei que ia ser o pior ano da minha vida, mas até agora está sendo muito foda devido às pessoas lokas que eu achei lá v:

1.3.16

'>'

     Não estou a fim de pensar em um título. Parte por que eu sou ruim com isso, parte por que os desenhos que eu vou postar não têm nada a ver um com o outro então eh

A Canção do Oceano (Song of The Sea)
Song of The Sea é um filme de animação sobre mitologia irlandesa. Assistam e chorem, é bom para caralho. Concorreu ao Oscar de Melhor Animação junto com Vidas ao Vento (do nosso respeitado Hayao Miyazaki) e Big Hero, mas Big Hero obviamente venceu por causas dessas panelinhas malditas de oscar.

Desenho para uma competição aí
O tema da competição era roupas do futuro. Aconteceu de todo mundo esquecer a parte das roupas e desenhar algo futurístico. Eu tive bastante trabalho nesse desenho e aproveitei para testar umas coisas que eu nunca tinha tentado antes. Achei que ficou dahora até.

     É isso ae. Levar tarefa de álgebra para fazer no shopping fez eu me sentir a criatura mais digna de pena da humanidade. Fiz duas questões e o resultado das duas não batia com nenhuma das alternativas aí eu caguei pra essa merda por que eu sou de humanas.

24.2.16

Dragões em desertos

     Caralho vei eu coloquei a parte de cima do aparelho e meus dentes estão doendo para karaleo. Além disso, cursinho eh horrível, estudem bunitinho para entrar na faculdade direto. É tipo um ensino médio insano cinquenta vezes mais intenso.

Dragão-robô nuns cânions aí
O lugar foi meio que inspirado em Sword Valley, de Xenoblade. Claro que os Mechon também me deram ideias para o dragão. E sim, o desenho ficou completamente diferente de ambas as coisas. Ainda bem.

Mais dragões
Dragões tretando num deserto. Nada mais a declarar.

     E é isso aí. Comer pão francês com aparelho é suicídio. Agora sim eu quero viver de sopa pro resto da vida.

20.2.16

Sereias ou quase isso

     Os dois desenhos que eu vou postar são do ano passado. Eu tenho mesmo que começar a postar com mais frequência por que os desenhos se acumulam que nem candidato do Enem nas portas das faculdades cinco minutos antes da prova.

Boto cor-de-rosa (Sim, isso mesmo, mitologia brasileira minha gente)
Mitologia brasileira estilo anime. O que me fez desenhar isso foi a pesquisa que tivemos que fazer sobre folclore brasileiro para a feira cultural da escola no ano passado. Acabamos pegando alguns mitos e misturando e cagando em cima para fazer algo engraçado. Acabou numa peça de teatro que foi mais divertida de fazer do que de assistir. Eu descobri que o boto cor-de-rosa é uma lenda da região norte (a.k.a Amazônia por que nada mais que está lá em cima importa).

O próximo desenho é yaoi. Prossiga por sua própria conta e risco. Novamente vou avisar que eu não posto nada explícito então vocês podem ficar de boa (Sério, eu nem sei mais por que eu ainda coloco casais não hétero depois do Leia Mais. Provavelmente vou parar de fazer isso em breve).